/////

Agência Distrital de Mosqueiro autoriza parque a funcionar no meio da rua

De forma irregular, o Parque São Jorge infringe o código de posturas do município de Belém.

Começar

O Parque de diversões São Jorge está funcionando na ilha de Mosqueiro, no bairro da Vila desde o dia 4 de julho. Mesmo com autorização da Agência Distrital, o parque infringe artigos do código de posturas do município de Belém.

O BT mostrou as denúncias sobre o local recentemente, e a Polícia Civil notificou o parque solicitando a suspensão das atividades por não apresentar licença do corpo de bombeiros. Entretanto, o estabelecimento continua funcionando, e segundo os moradores da área, tirando a paz de quem mora próximo ao parque.

Parte do parque funciona, também de forma irregular, ao lado da Igreja de Nossa Senhora do Ó. Foto: Reprodução

Os moradores reuniram vários documentos e enviaram à redação do BT. Segundo o dossiê, existem documentos que comprovam a autorização de uso do espaço público até o dia 15 de agosto deste ano, mas a Agência deixa claro: “É de inteira responsabilidade do responsável (sic), comunicar os outros órgãos de segurança do Distrito de Mosqueiro para a autorização de funcionamento, ordamento e fiscalização da área.” ressalta o diretor da Agência Distrital, Railson Jonas.

No entanto, a Polícia Civil afirmou que o parque não apresentou a licença do corpo de bombeiros e essa é apenas uma das autorizações que a empresa necessita ter para colocar o local em funcionamento (veja aqui). Os próprios moradores já protocolaram denúncias contra o Parque São Jorge para a Semob, aos bombeiros, Ouvidoria da PMB, Polícia Civil, Seurb e à própria Agência Distrital de Mosqueiro.

ABAIXO ASSINADO REUNIU DEZENAS DE ASSINATURAS

Os moradores da Travessa Cel. Carlos Bentes reuniram dezenas de assinaturas em um abaixo assinado solicitando ao Ministério Público do distrito de Mosqueiro que: “tome medidas cabíveis e necessárias no sentido de retirar todos os brinquedos do Parque São Jorge.”

O BT entrou em contato com uma moradora que relatou enormes transtornos com o parque, um deles é a chuva, o telhado do parque acaba jogando a água da chuva pela janela do quarto. Ela gravou um vídeo onde é possível notar que o parque fica extremamente próximo às casas, veja:

Vale ressaltar que na região moram muitas pessoas idosas, uma delas enviou um vídeo ao BT reclamando a respeito do lixo despejado no local e sobre o telhado do parque que “luta” por espaço com os telhados das residências, veja:

Em outro vídeo, uma das moradoras da região grava o quarto e abre a janela, neste vídeo é possível ver o parque em pleno funcionamento, acompanhe:

Todas essas denúncias dos moradores foram protocoladas à Secretaria Municipal de Obras Divisão de Fiscalização e Controle. A reclamação consta “Pela inobservância do código de posturas do município no momento da liberação das áreas para instalação do parque de propriedade do Sr. Marlos Pimentel da Silva.”

O BT tentou contato com o prorietário do parque e com a Agência Distrital, mas até a conclusão desta matéria não obtivemos resposta. Seguimos aguardando retorno e posicionamento de ambos.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD