//

Bolsonaro liga para familiares de petista assassinado; viúva chamou conversa de ‘absurdo’

Começar

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez nesta terça-feira, 12, uma chamada de vídeo para conversar com familiares de Marcelo Arruda,  guarda municipal e tesoureiro do PT que foi assassinado a tiros pelo policial bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho, em Foz do Iguaçu, no Paraná, no último final de semana.

Bolsonaro liga para família de petista assassinado e convida para encontro Foto: Instagram/Reprodução

O presidente convidou os dois irmãos de Marcelo Arruda, que conversaram com ele, para participarem de uma coletiva de imprensa sobre o assassinato na próxima quinta-feira, 14. Pelo vídeo da conversa que teve cerca de 12 minutos, divulgada pelo portal Metrópoles, não é possível concluir se eles aceitaram o convite. A viúva de Marcelo Arruda, Pâmela Suellen Silva, não foi chamada para participar da ligação.

Durante a conversa, Bolsonaro afirmou que não iria discutir política e esclareceu o motivo do convite aos irmãos. “Agora a possível vinda de vocês a Brasília na quinta, se vocês concordarem e se puderem, é ter uma coletiva pra imprensa e vocês falarem o que aconteceu de fato aconteceu”, disse o presidente. Ele falou ainda que “tudo leva a crer que era um desequilibrado”, referindo-se ao autor dos disparos contra a vítima.

Os irmãos do pestista assassinado, que foram chamados para a conversa, são apoiadores do presidente.

O politico que segura o celular, e que foi até a casa dos irmãos da vítima é O deputado federal Otoni de Paula (MDB-RJ) ele transmitiu ao vivo pelas redes sociais um relato dos irmãos de Arruda, José e Luís. 

“A ideia é ter uma coletiva com a imprensa para vocês falarem a verdade, não é a esquerda ou a direita. A imprensa está tentando desgastar o meu governo”, disse o presidente para a família.

Bolsonaro chegou a dizer que, embora houvesse troca de ofensas dos dois lados, nada justifica a ação de seu apoiador. 

“Por mais que por ventura tenha tido uma troca de palavras grosseiras, mas não justifica o cara voltar armado e fazer o que ele fez”, disse Bolsonaro. Um dos parentes de Marcelo respondeu: “Nem justifica ele ter aparecido lá, presidente”.

Bolsonaro mais uma vez criticou a imprensa por expor momentos em que ele sugere violência contra petistas em 2018. “A imprensa obviamente, quase toda a esquerda, tá quase que botando no meu colo a ação desse cara”, disse Bolsonaro.

Veja o vídeo:

VIUVA DE MARCELO ARRUDA CHAMOU CONVERSA DE “ABSURDO”

A policial civil Pâmela Suellen Silva, que é a viúva de Marcelo Arruda, afirmou que vê tentativa de uso político da tragédia pelo presidente. Pâmela declarou que só tomou conhecimento da visita do deputado Otoni de Paula aos irmãos de seu marido no início da noite desta terça-feira, quando recebeu o vídeo da conversa por telefone.

Ela reafirmou que não foi convidada para a agenda e nem recebeu nenhum contato de Bolsonaro ou do governo. “Absurdo, eu não sabia”, disse Pâmela para a coluna do jornalista Chico Alves, do portal UOL.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD