Foto: Reprodução.
///////

Caso Bruno e Dom: Univaja denuncia ausência do Estado após fim das buscas

Começar

Semanas após os restos mortais do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips serem encontrados, a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) denunciou a ausência do Estado em discussões sobre a segurança na região.

Representantes da Univaja estiveram em Brasília para discutir e cobrar políticas públicas que garantam a segurança dos povos indígenas do norte do país. Entretanto, a recepção parece não ter sido nada calorosa.

Segundo o advogado e procurador jurídico da Univaja, Eliesio Marubo, a visita à Brasília foi para abrir diálogo com o poder Executivo. “A máxima do povo Marubo é sempre dialogar, independente da condição e situação”, afirmou o advogado em uma live.

Eliesio Marubo. Foto: Reprodução.

Na mesma live, Marubo reforçou o desejo de diálogo com o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). “Em nome da Univaja e do movimento indígena do Vale do Javari, se por acaso existir alguém do Poder Executivo disposto a dialogar de forma institucional, de acordo com os princípios básicos da administração, e que tenha o mínimo de respeito com o Estado Brasileiro e suas instituições, eu faço esse convite”, pediu.

Marubo disse, ainda, que assuntos como segurança, orçamento e finanças precisam ser discutidos. “Fico em Brasília e fico à disposição para dialogarmos sobre os problemas da Amazônia e sobre os problemas do Vale do Javari no que compete à segurança, orçamento, finanças, e no que compete à toda a competência dos órgãos públicos ali na região”, afirmou.

A organização, no entanto, não obteve nenhum retorno por parte do Executivo. Em contrapartida, os representantes da Univaja se reuniram com deputados, senadores, procuradores do Ministério Público Federal (MPF) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ), além do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Audiência no Senado reuniu senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), senador Humberto Costa (PT-PE), Eliesio Marubo (Univaja) e Geovanio Pantoja Katukina (Funai). Foto: Pedro França/Agência Senado.

Para Marubo, as reuniões tiveram retorno positivo e já é possível ver alguns resultados. “Nossa grande questão em Brasília é não só estabelecer o diálogo das instituições e com o governo brasileiro, como também trabalhar no fortalecimento das instituições que representam o Estado brasileiro”, finalizou o representante da Univaja.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD