//

Ingo Müller | O ócio revolucionário

Depois de dois anos eu resolvi tirar férias. E por férias entendam não apenas ficar sem bater ponto no período que a legislação trabalhista (ainda) nos permite, mas adotar por 30 dias uma postura notadamente improdutiva. Só quero dormir, viajar, curtir meus

1 2 3 33