////

Estudo aponta quais são as praias impróprias para banho em Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci; Veja

As informações foram divulgadas pela Prefeitura de Belém, que realizou o estudo através da Semma.

Começar

A Semma, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, divulgou na última sexta-feira, 1, o resultado dos estudos realizados pelo órgão da prefeitura de Belém, que mostram quais praias de Mosqueiro, Outeiro, Icoaraci e Cotijuba, ilhas que pertencem à Belém, estão liberadas ou impróprias para banho.

O teste, que é uma análises na água das praias, tem o nome de teste de balneabilidade, e mostrou que sete praias estão com altos níveis de contaminação.

PRAIAS IMPRÓPRIAS:

Segundo o estudo, na ilha de Mosqueiro, estão impróprias para banho as praias do Paraíso, Baía do Sol, São Francisco, Grande e praia do Murubira. 

No distrito de Icoaraci, a praia do Cruzeiro está imprópria para banho e na ilha de Outeiro, a praia Grande está também inadequada.

PRAIAS LIBERADAS:

Ainda segundo o estudo, todas as praias da ilha de Cotijuba estão próprias e liberadas para banho. Já na ilha de Outeiro, as praias próprias para banho são da Brasília e do Amor. 

Em Mosqueiro, as praias próprias para banho são do Areão, Ariramba, Chapéu Virado, Farol e Marahu. 

COMO É FEITO O ESTUDO?

As análises são feitas com base na Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº. 274, de 29 de novembro de 2000, que diz que uma praia é considerada imprópria para banho quando os valores estiverem acima de 2 mil E. Coli por 100 mililitros (ml) de água. 

PRAIAS IMPRÓPRIAS TERÃO ORIENTAÇÃO NO LOCAL:

 A Semma afirmou em informação divulgada que irá orientar a população quanto ao risco, colocando placas de alerta nas praias e fazer ações educativas. O diretor do Departamento de Monitoramento e Fiscalização da Semma, Pedro Habe, faz um alerta para que a população não utilize estas praias impróprias, pois existe sim o risco de contaminação por micro-organismos, como vírus, bactérias e fungos, causadores de doenças que podem provocar grandes problemas à saúde.

Autoridades, como bombeiros, polícia e defesa civil, vão orientar a população a evitar as águas destes locais. As orlas e espaços fora das águas destes locais seguem liberados.

QUAIS AS CAUSAS DA CONTAMINAÇÃO?

Além das fiscalizações, a Semma afirmou que busca identificar as possíveis causas da poluição das praias, que, inicialmente, pode ser provocada por lançamento inadequado de esgoto, fezes de animais na areia, resíduos dos motores de embarcações, entre outras possibilidades. 

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD