//

Exclusivo: motoqueiro leva três tiros após acidente de trânsito em Belém; Polícia investiga

4 minutos lidos

“O meu pai estava saindo da confraternização do trabalho dele e indo para casa quando ele foi alvejado com três tiros”.

Quem conta a história é Mailson Santos, filho do motoqueiro Hilton Carlos Pereira dos Santos. O caso aconteceu na noite do dia 12 de janeiro deste ano, quando o motoqueiro se envolveu em um atrito com o motorista de um carro e, depois, foi alvejado por três disparos de arma de fogo. Um vídeo recebido com exclusividade pelo BT mostra o momento em que, enquanto passava pela Av. Pedro Álvares Cabral, Hilton é atingido e cai da moto.

Anúncios

O relógio da câmera de segurança mostra que tudo aconteceu às 21h50 da noite. No vídeo, é possível ver que a moto de Hilton freia para não se chocar com um carro prata que dava o retorno na via e, neste momento, o motoqueiro cai após ser atingido por disparos que, segundo o filho da vítima, foram disparados de um carro que aparece ao lado direito da gravação.

Os momentos seguintes mostram os dois carros saindo da cena enquanto Hilton segue caído. Outros motoqueiros que passavam pelo local pararam para socorrer a vítima.

INVESTIGAÇÃO

Em entrevista ao BT, o filho da vítima reclamou do andamento do caso. “Já vai fazer um mês que eles (polícia) só ficam perguntando. Parece que querem investigar a moto em que meu pai estava e não achar o culpado que atirou nele”, lamentou Mailson.

Ele contou ainda o que teria acontecido momentos antes dos disparos. “O carro preto cortou o meu pai e ele acabou não conseguindo desviar e bateu no retrovisor do carro. Logo em seguida o motorista tentou fazer o meu pai parar a moto, mas o meu pai ficou com medo e não parou. Aí, em represália, ele atirou”, narrou.

Anúncios

Ainda sobre a investigação, Mailson reforçou que existem mais imagens para ajudar no trabalho da polícia. “Levei menos de dois dias para conseguir essas imagens e a polícia até agora não conseguiu identificar o motorista. Tem várias câmeras próximo do local, já deveriam ter conseguido a placa do carro”, afirmou.

O BT entrou em contato com a Polícia Civil e questionou sobre o status do caso. Se o motorista foi identificado ou o carro localizado. Em resposta, a PC informou: “A Polícia Civil informa que equipes da delegacia da Marambaia analisam imagens e trabalham para identificar o suspeito da tentativa de homicídio.”

RECUPERAÇÃO

Após o ataque, Hilton Carlos Pereira foi levado ao Hospital Metropolitano de Belém onde ficou internado por sete dias. “Ele ficou entre a vida e a morte, mas graças a Deus está melhorando. Ele ficou na UTI por uns dias, depois foi para a enfermaria e, no último dia 28, foi liberado para ir para casa”, contou o filho do motoqueiro.

Anúncios

VEJA O VÍDEO:

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Anúncios