Fotógrafo é baleado ao defender mulher que estava sendo agredida pelo marido. Atirador seria policial militar

O fotógrafo de 25 anos estava indo comprar pão quando parou pra defender uma mulher da agressão do marido

Começar

O caso aconteceu hoje, 26 de julho, por volta das 17h30 da tarde, em Ananindeua, na WE 38. O fotógrafo Êxodo Happy de Jesus Santos, mais conhecido como Júnior Hoffmann, estava indo comprar pão quando foi surpreendido com uma mulher sendo agredida verbal e fisicamente pelo marido.

WE 38, em Ananindeua, no momento em que Junior Hoffman foi baleado ao defender uma mulher de agressão

Segundo informações da família, Júnior, que tem 25 anos, não conhecia o casal, porém, ficou inconformado com a cena e quis proteger a mulher, se “metendo” entre os dois e confrontando a atitude do homem.  

O homem, que seria policial militar, começou a agredir Júnior verbalmente, segundo testemunhas, inclusive com injúrias raciais. Então, sacou uma arma e deu dois tiros em Júnior, que correu. Porém, um tiro pegou na perna direita, e o fotógrafo imediatamente caiu no chão. Não satisfeito, o atirador teria apontado a arma para a cabeça de Júnior, mas com os gritos dos moradores, ele guardou a arma e fugiu numa moto sem placa. 

Vídeo mostra momento após Júnior Hoffman ser baleado e moradora grita em desespero

Júnior está internado no Hospital Metropolitano. Segundo a família, o estado dele é estável e aguarda avaliação do ortopedista. O boletim de ocorrência foi registrado na 3a seccional da Cidade Nova. 

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD