///

Homem é preso por agredir equipe médica após não conseguir acompanhar o nascimento do filho

Começar

Um homem de 31 anos foi preso na noite desta segunda-feira, 11, acusado de agredir um médico e mais três enfermeiros dentro de uma maternidade por não ter conseguido acompanhar o parto do filho que ocorreu no local. O caso aconteceu no município de Rio Verde, em Goiás.

Segundo depoimento dos profissionais de saúde, o homem, que não teve a identidade revelada pela Polícia, chegou à maternidade com a esposa que já estava em trabalho de parto e foi diretamente encaminhada para a para dar à luz. Ainda segundo os profissionais, nem a gestante nem o pai da criança falaram sobre o homem querer acompanhar o nascimento.

Depois de um tempo sem estar perto da esposa, o homem questionou se o filho tinha nascido e uma funcionária afirmou que o parto já tinha acontecido. Neste momento, o homem teria se revoltado, questionando porque não foi chamado para ver o nascimento.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da agressão.

Veja o vídeo divulgado:

Os quatro profissionais agredidos procuraram a Polícia Civil e fizeram um boletim de ocorrências contra o homem que deve responder por lesão corporal.

O DIREITO AO ACOMPANHANTE É LEI FEDERAL:

A Lei Federal n° 11.108, que está em vigor desde 2005, garante que os hospitais, maternidades e assemelhados permitam a presença de um acompanhante indicado pela gestante para acompanhá-la durante o trabalho de parto, durante o parto e no pós-parto, seja os hospitais particular ou público.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD