///

Ipixuna do Pará: Segundo envolvido em roubo a banco é preso

A agência bancária foi roubada e explodida na madrugada do último sábado, 30. A quadrilha responsável pelo crime fez moradores de reféns e trocou tiros com a polícia.

Começar

Foi preso por equipes especializadas das Policias Civil e Militar nesta quinta-feira, 4, o segundo homem acusado de envolvimento no roubo e explosão da agência bancária do Bradesco. O crime aconteceu na madrugada do dia 30 de julho deste ano, em Ipixuna do Pará.

A prisão aconteceu também no município de Ipixuna, onde o crime ocorreu, após trabalho investigativo em que, sendo a Polícia, foi identificado que o homem prestou auxílio ao grupo criminoso na preparação e execução do crime. O nome do envolvido não foi divulgado.

Ainda de acordo com as investigações, uma semana antes do crime, o homem abrigou o grupo em sua casa na vila de São Vicente, zona rural do município, onde fizeram o planejamento final da ação e prepararam armamentos, munições e explosivos, inclusive sendo o ponto de partida para a prática do delito. As apurações também apontam, que na noite do roubo, o preso foi deslocado do sítio ao centro da cidade, para monitorar o movimento da polícia local e repassar as informações para o início da ação.

Após a prisão, o mesmo prestou depoimento e foi autuado por roubo duplamente majorado e associação criminosa armada, além de ter tido um aparelho celular apreendido o qual será periciado e auxiliará nas investigações.

PRISÃO DO PRIMEIRO SUSPEITO:

Objetos apreendidos na prisão do primeiro suspeito do assalto a banco em Ipixuna Imagem: Reprodução / Redes sociais


Um outro homem supostamente envolvido no crime teve a prisão efetuada em pouco mais de 48h após o roubo, na última segunda-feira,1. Após ser localizado, o homem levou os agentes até o acampamento dos criminosos, que fica a cerca de 2 horas da sede do município. No local foram encontrados coletes balísticos, explosivos e dinheiro danificado, fruto do roubo, além de duas motocicletas utilizadas no crime. O investigado e todo o material apreendido foi encaminhado a Unidade Policial de Ipixuna do Pará, onde o mesmo foi ouvido e está a disposição da justiça.

O trabalho investigativo segue sendo realizado pelas Polícias Civil e Militar, por meio da Delegacia de Repressão a Roubos a Banco e Antissequestro (DRRBA) e Coordenadoria Operações e Recursos Especiais (CORE), Batalhão de Operações e Policiais Especiais (BOPE), Batalhão da ROTAM, Grupamento Aereo de Segurança Pública (Graesp), além de guarnições locais, conforme recomendado pelo Comitê Permanente de Enfrentamento a Roubos a Bancos, estabelecido em fevereiro deste ano.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD