//

Mais uma vacina: Anvisa aprova Coronavac para uso em crianças a partir dos 6 anos

A agência não recomenda a dose de coronavac para imunosuprimidos

2 minutos lidos
Primeiro dia da campanha estadual do Dia D de Vacinação Contra o Sarampo no Rio de Janeiro, caminhão itinerante da Secretaria Estadual de Saúde

Após o inicio da vacinação contra a covid-19 em crianças que começou por todo o Brasil nos últimos dias, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), informou no inicio da tarde de hoje, 20, que aprovou o uso emergencial da Coronavac, criada no Instituto Butantã, para crianças a partir dos seis anos de idade e até adolescentes de 17 anos.

Anúncios

O intervalo da vacinação será de 28 dias entre a 1° e a 2° dose da vacina. A agência frisou que não recomenda no momento a aplicação em crianças imunossuprimidas, pois exige uma dificuldade maior de gerar anticorpos, sendo necessário assim mais estudos. Isso não significa que a vacina será proibida e sim que ainda não existe certeza de eficácia para imunossuprimidos.

O instituto Butantã informou que tem 15 milhões de doses prontas para distribuir para todo o Brasil. Segundo o instituto, a vacina é considerada a mais segura e com menos reações.

Apesar da aprovação da Anvisa, ainda não existe um acordo com o Ministério da Saúde. Entretanto, o governador de São Paulo, João Doria, disse para a imprensa que não esperará a aprovação do governo federal para distribuir as doses para o estado.

O ministério da Saúde aprovou a distribuição de vacinas da Pfizer pouco menos de um mês após a aprovação da Anvisa.

Anúncios

Atualmente, 6 estado brasileiros registraram alta de internações de menores de 17 anos entre dezembro de 2021 e o janeiro de 2022, segundo dados da CNN. São eles Ceará, Paraíba, Roraima, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e São Paulo.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Anúncios