///

Médico anestesista é preso por estuprar mulher durante cesárea

Começar

Na madrugada desta segunda-feira, 11, o médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra foi preso e autuado em flagrante por estupro.

Segundo os investigadores, Bezerra abusou de uma paciente enquanto ela estava anestesiada e passava por um parto cesárea. O caso aconteceu no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João Meriti, município na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.

A investigação começou após funcionárias do hospital desconfiarem das ações do médico. Elas estranharam, por exemplo, a quantidade de sedativo aplicado nas pacientes. 

Giovanni Quintella Bezerra. Foto: Reprodução.

Em depoimento, as profissionais contaram que no domingo, 10, o anestesista já havia participado de duas cirurgias, mas as salas não permitiam que filmagens fossem feitas. Elas, então, conseguiram de última hora trocar a sala do terceiro atendimento para poder filmar o flagrante.

No vídeo em questão, Giovanni Quintella Bezerra aparece do lado direito da vítima, que se encontra inconsciente. O anestesista, então, abre o zíper, puxa o pênis para fora e coloca na boca da paciente grávida.

Enquanto abusa da gestante, o anestesista se movimenta pouco para que ninguém perceba. Quando termina, pega um lenço de papel e limpa a vítima para esconder os vestígios do crime. O abuso dura 10 minutos.

PUNIÇÃO

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu nesta segunda-feira (11) um processo para expulsar o anestesista. O presidente da Cremerj Clovis Bersot Munhoz definiu toda a ação de Giovanni Quintella Bezerra como “absurdas”.

A polícia tenta descobrir outra possíveis vítimas do anestesista.

VEJA O MOMENTO DA PRISÃO:

Vídeo: Reprodução.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD