Foto: Reprodução.
////

Microondas Philco por R$209? Conheça o golpe “perfeito” que está enganando muita gente na internet

Começar

Se comprar pela internet era um tabu, depois da pandemia virou prática rotineira. Até os que tinham medo de fazer tal transação, passaram a se arriscar comprando um item com a comodidade de pagar em alguns cliques com um PIX. Pois é. Mas com o crescimento dessa modalidade de compra, obviamente, crescem também os golpes. E os golpistas estão cada vez mais ousados. Nós aqui do BT, descobrimos um golpe muito bem orquestrado, que te convence estar em um lugar seguro pra fazer compras, mas na verdade tem a única finalidade de sumir com o seu dinheiro e pegar seus dados bancários. 

O golpe funciona assim, você faz a busca pelo item no google, nós usamos o item “microondas”. Automaticamente aparecem a linha com os anúncios. Dentre os anúncios estão Magazine Luiza com produto no valor de R$464,64, Americanas.com com R$475,20, e bem ao lado, uma promoção imperdível, numa loja virtual chamada “AtacadoAmericana” com um produto Philco, espelhado, por R$199,76. 

Ofertas mostradas no Google. Foto: Reprodução.

Você automaticamente acredita estar um espaço confiável, já que essa marca está dentro de um anúncio do google no meio de tantas marcas confiáveis. Ao entrar no endereço “atacadoamericana.net” toda a identidade te faz crer que você está num espaço das Americanas, utilizando-se de toda a identidade visual da marca. Há propagandas de ofertas, a perfeita organização dos produtos, tudo para que o usuário se confunda, se sinta seguro e faça a compra. 

Na aba “Quem somos” o site oferece um texto que transmite confiança ao usuário, dizendo que são uma empresa de vendas online há 10 anos. 

Recado mostrado em site que aplica golpes. Foto: Reprodução.

Assim como esse há também este outro que, com a isca de uma oferta de preço muito abaixo do mercado, também utiliza um espaço reconhecível pelo usuário para aplicar o golpe. Neste caso o golpe se utiliza de toda a identidade das Lojas Pernambucanas, mas com o endereço “lojaspernambuco.com” 

Site que utiliza identidade visual das Lojas Pernambucanas. Foto: Reprodução.

Esse tipo de golpe confunde muito, sobretudo pessoas sem muita informação sobre o funcionamento do ambiente virtual. Mas pensando nisso, esse golpe foi mais além, criando ambientes totalmente novos, que aparentemente são seguros, muito bem organizados, com diversos produtos e telefones pra contato. É o caso da “Store Móveis”. Chegamos a esta “promoção” de ar-condicionado” também através do anúncio do google. 

Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução.

Fomos até a loja da Midea na internet, e esse mesmo eletrodoméstico custa R$1.599,00. Então fomos atrás dessa loja na internet, e numa simples busca descobrimos várias pessoas que compraram eletrodomésticos na Store Móveis e nunca receberam nem o produto e nem tiveram o dinheiro de volta. “Fiz a compra e não recebi o produto. Vejo agora no Reclame aqui que muitas pessoas estão na mesma situação”, diz um consumidor lesado. 

Denúncias no “Reclame Aqui”. Foto: Reprodução.

Este outro usuário de Saquarema, no Rio de Janeiro, diz que como outros usuários também foi enganado. “Fiz o pagamento via PIX e logo após não consegui mais contato com ninguém. 

Denúncias sobre golpes online. Foto: Reprodução.

Ligamos para o número disponível no site e a mensagem eletrônica é de que o número está indisponível. O CNPJ desta empresa aparece o nome de Luis Miguel Domingo, no município de Ribeirão Preto.

CNPJ mostra nome de Luis Miguel Domingo. Foto: Reprodução.

Falamos com um especialista em programação, Marcus Badi. Ele explicou que esse tipo de fraude, através de anúncios do google é muito comum. “É importante verificar endereço de site de e-mail, normalmente os golpistas usam endereços semelhantes tipo esse “americanasnanet.com”, que não tem nada a ver com “americanas.com.br”, disse Marcus. 

Outra coisa que o programador verificou é que todos esses endereços tem uma característica em comum, são hospedados em plataformas internacionais, o que fica muito mais difícil de ser rastreado. “O jeito que eles configuram é pra deixar tudo fora de serviços nacionais pra dificultar achá-los. Mas a polícia tem como identificar”, explicou. 

O BT também conversou com o advogado criminalista e pós graduando em Direito Penal e Processo Penal, João Paulo Barros, e perguntou como proceder depois de cair em um golpe virtual. “Primeiramente, entrar em contato com a operadora do cartão e/ou banco em que foi fornecida as suas informações para bloqueio/suspensão do mesmo. Dependendo das informações que foram fornecidas, trocar senhas das contas bancárias, redes sociais, e-mails e aplicativos. Após, comunicar o fato à polícia presencialmente ou por via digital”, disse.

O advogado reforçou, ainda, a importância da denúncia. “Denunciar é fundamental para que as autoridades possam acompanhar a evolução no número de fraudes e, com isso, promover mais ações preventivas e de conscientização. Importante tentar registrar as imagens de telas, fotos, e-mails, mensagens, ou outros dados e informações que possam ser eventualmente usadas para ajudar na identificação dos suspeitos e comprovação do crime”, falou João Barros.

Advogado fala como proceder depois de sofrer um golpe virtual. Foto: Reprodução.

Sobre como identificar ambientes seguros na internet, o advogado deu algumas dicas. “Primeiramente, o usuário sempre deve estar atento e analisar as plataformas em que o está acessando, uma leitura dinâmica muita vezes já consegue identificar conteúdos maliciosos. Sempre verificar a UR (endereço eletrônico de um site), para constatar que ele é verdadeiro, é essencial prestar atenção para o link da página. Ainda, para saber se um site é seguro, uma medida é olhar se, ao lado do URL, há um ícone de cadeado. Esse símbolo demonstra que o navegador (Google Chrome, por exemplo) reconhece aquela página como segura”, informou.

O BT perguntou se existe a possibilidade de conseguir o dinheiro de volta, e a resposta foi positiva. “Sim! No casos em que envolvem cartões de crédito, a vítima deve abrir um chamado na sua operada de cartão para contestar a compra. Comprovada a fraude, a vítima recebe o estorno ou reembolso do valor”, disse o advogado.

Perguntado sobre a possibilidade de punição às lojas oficiais, como Americanas e Pernambucanas, João Barros diz que não há como imputar responsabilidade às lojas. “Em via de regra, não há como responsabilizar as lojas oficiais pelos danos causados às vítimas”, finalizou.

O QUE DIZEM AS LOJAS OFICIAIS

O BT entrou em contato com as lojas Americanas e com a Pernambucanas e ainda não obteve resposta de ambas.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD