//

Milton Ribeiro tem pedido de habeas corpus rejeitado pela justiça

Começar

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, por meio do desembargador Morais da Rocha, rejeitou o pedido de um habeas corpus feito pela defesa do ex-ministro da Educação do governo Bolsonaro, Milton Ribeiro. O ex-ministro foi preso nesta quarta-feira, 22, e o pedido negado nesta quinta, 23.

A prisão de Ribeiro aconteceu após uma operação da Polícia Federal (PF), que investiga a suspeita de irregularidades na liberação de verbas. A suspeita é de prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Ministério da Educação, o MEC.

O pedido da defesa era para que a prisão preventiva fosse revogada ou transformada em domiciliar, o que foi negado. Entretanto, foi concedido à defesa o acesso aos autos do inquérito da investigação.

O ex-ministro deve passar por uma audiência de custódia ainda nesta quinta, às 14 horas. Segundo informações da assessoria da Justiça Federal no Distrito Federal, foram presos também, os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, o advogado e ex-assessor do MEC Luciano de Freitas Musse e o ex-assessor da Prefeitura de Goiânia Helder Bartolomeu.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD