//

Ministro da Saúde anuncia compra de antiviral contra varíola dos macacos

Começar

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou por meio do seu perfil nas redes sociais, que o Brasil irá receber um antiviral, o tecovirimat, para combater o surto de varíola dos macacos no país. 

Segundo estudos publicados na revista científica “The Lancet”, o antiviral tecovirimat se mostrou promissor em reduzir a duração dos sintomas da doença e o tempo em que pacientes com a Varíola são capazes de infectar outras pessoas. A compra será realizada por intermédio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

Segundo Queiroga, as primeiras remessas serão destinadas aos “casos mais graves” da doença. O objetivo é reforçar o enfrentamento ao surto que ocorre no Brasil.

MAIS DE MIL CASOS NO BRASIL:

O último boletim sobre a doença registrou 1.066 casos no Brasil. A maior parte dos casos estão concentrados no estado de São Paulo com 1.031 pacientes.

Apesar da divulgação da aquisição, Queiroga não informou quantas doses serão compradas nem o prazo para que o remédio chegue ao Brasil.

Veja o anuncio do Ministro:

VACINA CONTRA VARÍOLA:

Na última sexta feira, 29, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, afirmou que a primeira remessa de vacinas contra varíola dos macacos (21 mil doses), encomendadas pelo Brasil, deve ser entregue no mês de setembro.

Veja:

1° MORTE POR VARÍOLA DOS MACACOS NO BRASIL

Também nesta sexta-feira, 29, foi confirmada a primeira morte por varíola dos macacos no Brasil, este foi o sexto caso no mundo e o primeiro fora da África.

O paciente era um homem, de 41 anos, internado em Belo Horizonte (MG). Segundo o Ministério, o paciente apresentava baixa imunidade e comorbidades, incluindo um quadro de linfoma, câncer no sistema linfático, que levaram ao agravamento clínico. A causa da morte foi apontada como choque séptico, agravada pela infecção pelo vírus Monkeypox (varíola dos macacos).

No Brasil, foram confirmados 1.066 casos da doença e 513 suspeitas. Mais de 700 casos estão no estado de São Paulo.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD