Foto: Reprodução.
///////

‘Não tem essa de querer ficar comigo e com o Lula’, diz ex-presidente da Caixa em novo áudio

Começar

Nesta terça-feira, 5, novos áudios de Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa, foram divulgados pelo portal Metrópoles.

Pedro Guimarães. Foto: Reprodução.

Nos novos áudios, Guimarães, que deixou o cargo depois do escândalo de acusações de assédio moral e sexual contra funcionários da instituição, se mostra irritado por uma decisão que o faria perder R$ 100 mil por mês.

Isto porque uma mudança de regimento interno foi aprovada e, com isso, um limite à participação do próprio Pedro Guimarães e de outros executivos em conselhos de subsidiárias da Caixa e de empresas privadas das quais o banco é sócio. A irritação de Guimarães foi porque, segundo ele, seus funcionários queriam prejudicá-lo. “P*ta que pariu, isso é tão ridículo, cara. Me mato de trabalhar que nem um filho da p*ta do c*ralho elevado à décima quinta para nego só me f*der”, esbraveja em certo momento. 

Ouça o áudio:

Vídeo: Reprodução.

TRAIÇÃO

Ainda na mesma reunião, Guimarães afirma que em nenhum momento foi avisado de que não poderia fazer parte de mais de dois conselhos, e levanta a possibilidade de má fé contra ele. “Nunca eu cogitei aceitar ficar só restrito a dois conselhos, isso nunca foi trazido a mim nem pelo Mauro. Então, teve um erro aí, que não sei se foi de má-fé ou porque as pessoas não fizeram o dever de casa”, disse.

Ouça o áudio: 

Vídeo: Reprodução.

Entretanto, momentos depois o ex-presidente da Caixa admite que assinou a decisão sem ler. “Foi feita uma mudança que não era para ter sido feita. Isso para mim é óbvio. Porque se a gente chegar e assumir que, durante seis meses, era para eu ter estado só em dois conselhos, como a gente vai resolver isso? Se eu nunca fui avisado disso. Ah, mas aí eu assinei uma coisa que eu tinha que saber. Como é que sai dessa sinuca de bico?”, questionou.

Ouça o áudio: 

Vídeo: Reprodução.

Em outro momento da reunião, Pedro Guimarães afirma estar se sentindo traído pelos funcionários da Caixa, uma vez que eles não o alertaram sobre a mudança aprovada. “É a vida como ela é. Incompetência. Ou quererem me f*der. A cada dia que passa, eu acho que nego quer me f*der”, esbravejou.

Ouça o áudio: 

Vídeo: Reprodução.

LULA X GUIMARÃES

Em um dos pontos da reunião, Guimarães afirma que os funcionários estavam agindo para se proteger, caso o presidente Jair Bolsonaro (PL) não seja reeleito. O ex-chefe da Caixa chega a dizer: “deixa eu falar para todos vocês (dirigindo-se aos demais subordinados): ou vocês estão comigo ou vão buscar Haddad e o Lula. Não tem essa de querer ficar comigo e com o Lula”, disse. 

Ouça o áudio:

Vídeo: Reprodução.

O QUE DIZ PEDRO GUIMARÃES

O Portal Metrópoles questionou a defesa de Pedro Guimarães a respeito do valor que o ex-presidente diz nos áudios que vai devolver. Em nota, José Luis de Oliveira Lima, advogado de Guimarães, disse: “Ele não tinha que devolver nada, pois tudo estava dentro da lei”, afirmou. 

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD