//

PF investiga casos de abuso e exploração sexual infantil na grande Belém

2 minutos lidos

A polícia Federal cumpriu na manhã de hoje, 3, mandados de busca e apreensão nas casas de investigados por crimes relacionados ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Ao todo, cinco residências foram investigadas na operação que recebeu o nome de “HÉLIX”, e aconteceu na região metropolitana de Belém.

Anúncios
Busca e apreensão na região metropolitana. Imagem: Ascom / Polícia Federal

Não houve prisões durante as buscas e apreensões de material, entretanto, estas prisões ainda podem acontecer se os crimes forem comprovados pela justiça. Os investigados podem responder por compartilhamento e armazenamento de pornografia infantil (art. 241-A do ECA, 3 a 6 anos e art. 241-B do ECA, 1 a 4 anos respectivamente). Somados, os crimes chegam a uma pena de até 10 anos de prisão segundo a Polícia. Todos os casos previstos no estatuto da criança e do adolescente.

As investigações foram conduzidas e operacionalizadas pelo Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos (GRCC) da Superintendência da Polícia Federal no Estado do Pará Pará.

Segundo a PF, a prioridade é combater crimes relacionados ao abuso e à exploração sexual infantil. Procurando identificar vítimas e prender os abusadores. Outro foco é reprimir quem divulga cenas contendo abuso sexual infanto juvenil. A PF também ressaltou que denunciar esse tipo de crime é sempre essencial para combater todo e qualquer tipo de violência contra crianças e adolescentes.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Anúncios