///

Polícia Federal investiga fraude em emissão de laudos psicológicos para porte de armas em Belém

Começar

A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira, 26, três mandados de busca e apreensão para a investigação de uma quadrilha que atua em todo o estado do Pará. Os investigados são responsáveis por emitir laudos de aptidão psicológica para o manuseio de arma de fogo.

Polícia Federal investiga a emissão de falsos laudos psicológicos para porte arma. Imagem: Polícia Federal

Os investigados emitiam os laudos sem a realização de consultas e testes exigidos por lei, para comprovar que as pessoas que solicitam o porte de armas tenham estrutura psicológica para tal autorização. A quadrilha também era responsável por simular o atendimento dos requisitos previstos no Estatuto do Desarmamento para o interessado em armamentos obter a autorização de aquisição na Polícia Federal.

Apreensões feitas pela PF. Imagem: Polícia Federal

Nesta quinta, os mandados de busca aconteceram em Belém, mas na quarta-feira, 25, outros mandados, também de busca e apreensão, foram cumpridos em outros municípios paraenses, sendo três em Tucuruí e um em Marabá. Os investigados são responsáveis pelo forte comércio de armas na região.

Busca e apreensão em Tucuruí. Imagens: Polícia Federal

Segundo a própria Polícia Federal afirmou em nota enviada para a imprensa, “Este comportamento, além de configurar os crimes investigados, contribui para insegurança social, pois armas de fogo estão na posse de cidadãos que não se sabe a sua condição psicológica, colocando a sociedade em perigo.”

PENALIDADE:

Busca e apreensão feita em Tucuruí. Imagem: Polícia Federal

Caso ocorra a condenação, os responsáveis estarão sujeitos a penalidades que variam de dois a seis anos de reclusão e multa. O crime é previsto em lei no art. 4º da Lei nº 10.826/2003 (Estatuto do desarmamento). As investigações seguem em andamento.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD