Foto: Divulgação/Maíra Henriques
/////

Poplist | Banda paraense ‘Os Amantes’ fará turnê na Europa pela Se Rasgum Produções

Começar

A banda paraense “Os amantes” fará uma turnê na Europa! A parceria de onde nasceu o projeto, veio do cantor paraense Jaloo com a dupla de guitarrada Strobo, de Leo Chermont (guitarra) e Arthur Kunz (bateria e programações). Outro artista que se apresentará em show solo durante a turnê, o músico Lucas Estrela. O convite veio através do Festival Les Escales, da França, para o Se Rasgum produções.

OS AMANTES:

O primeiro single da junção de Jaloo e Strobo foi “Ninguém” que foi lançado em 2019 (clique aqui e ouça), já o primeiro álbum aconteceu com patrocínio de Natura Musical em 2021(ouça aqui).  

“Os Amantes”, projeto de Jaloo (voz), Leo Chermont (guitarra) e Arthur Kunz (bateria e programações) – Foto: Maíra Henriques

Jaloo nasceu em Castanhal e se tornou um ícone da cultura pop do Brasil nos últimos anos, fazendo parceria com artistas contemporâneos como Lia Clark, Duda Beat e Gaby Amarantos.

Já o duo Strobo, de Belém, tem um trabalho de dez anos com música experimental e um sólido reconhecimento tanto no Pará quanto fora do estado.

A música paraense é a ligação da qual nasceu a parceria “Os amantes” com músicas já marcantes como “Linda“, “Bye!”, e “Cotijuba” que tem sonoridade e letra com o puro suco do paraense.

O clipe de “Linda” foi gravado em dezembro de 2020 nos municípios de Bragança e Igarapé-Açu e dirigido pelo próprio Jaloo.

A MÚSICA PARAENSE PARA O MUNDO

Serão 13 shows pela Europa, de forma independente, a partir do mês de julho deste ano, bem no verão Europeu. Os músicos vão se apresentar em Portugal, Espanha, França, Inglaterra e Alemanha. Na turnê terá show de Os Amantes (Strobo e Jaloo) e Lucas Estrela, além de apresentações solo do Jaloo também como Dj.

“As passagens já estão marcadas pra atravessar o oceano e realizar 13 shows (número mágico ♥️) de forma independente, levando uma mostra da música amazônica contemporânea” dizem os músicos na publicação das datas da turnê.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por S T R O B O (@bandastrobo)

O BT conversou com o músico Leo Chermont que contou sobre maratona de shows: “Vão ser de 12 a 15 shows em 20 dias de 22 de julho a 12 de agosto. Agora no verão europeu”.

Veja nosso papo com Leo Chermont.

O BT também conversou com o produtor musical e um dos fundadores do Festival  Se Rasgum, Marcelo Damaso, e perguntamos como foi o convite para a turnê na Europa. 

“Ano passado eu fui convidado para participar de um evento na França, e lá conheci vários produtores, entre eles os responsáveis pela Les escales, que me fizeram o convite. Será um festival com dez países convidados e cada país traria a sua banda. Países como a Coréia, Canadá, Austrália e o Brasil foram chamados. Quando me falaram que eu poderia levar uma banda para representar o Brasil, obviamente que ia escolher alguém da minha região, da região amazônica. Eu queria alguma coisa que representasse novidade, um show que os gringos pudessem ver. De início pensei na guitarrada,  e me veio a ideia do Lucas (Estrela) com o Strobo que é um projeto que existe desde 2017. Juntamos os dois e aí pensamos nos Amantes, que era só colocar o Jaloo e com quatro pessoas acabei com um combo de três apresentações. Show dos Amantes, o show do Lucas Estrela com o Strobo e o Jaloo. E a partir disso, com meus contatos, fechei mais nove shows.” Disse Damaso. 

Ele falou sobre a representação da música da Amazônia e também sobre o show ser totalmente independente:  

“Consegui armar uma turnê, pela primeira vez, com todos os custos pagos, e a qual consideramos um frescor, uma novidade para a Europa principalmente. 

Não dá pra tornar isso uma discussão local, estamos falando de mercado europeu, de furar esse bloqueio e jogar o que é novidade pra lá. Artistas mais consagrados no Brasil já circulam pela Europa, como Dona Onete e o Felipe Cordeiro, então decidimos apostar. É a primeira tentativa de agenciar shows e turnês internacionais e queremos fazer isso todos os anos. 

Uma primeira vez como essa é super bem sucedida pois ele é 100% independente. Não contamos com o apoio de ninguém daqui. A ideia é levar nossa sonoridade moderna e regional para todos os lugares da Europa. Sempre levando a nova música da Amazônia, esse sempre vai ser o nosso bordão.” Concluiu Damaso.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD