//

Prazo para atualização do CadÚnico é prorrogado

Começar

Após uma série de imagens de filas de beneficiários do Auxílio Brasil em todo o país, o Governo Federal prorrogou o prazo de atualização do Cadastro Único (CadÚnico). O registro contém informações das famílias de baixa renda cadastradas no Brasil e serve para inclusão em programas de assistência social e redistribuição de renda como o Auxílio Brasil, antigo Bolsa Família. As regras foram publicadas no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, 14, e as informações de datas foram divulgadas pelo portal G1 Nacional.

No Cadastro Único, existem dois tipos de regularização do cadastral, são eles: a Revisão cadastral, que atende famílias que tenham feito a última atualização nos anos de 2016 e 2017, e a chamada Averiguação cadastral, que serve para o caso de famílias que tenham discordância entre os dados preenchidos e o cruzamento de informações com outras fontes.

PARA QUE SERVE A ATUALIZAÇÃO?

A regularização é necessária para evitar o cancelamento da inscrição da família e programas como o Auxílio Brasil e a Tarifa Social de Energia Elétrica.

VEJA AS DATAS DIVULGADAS NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO:

Famílias que atualizaram o CadÚnico pela última vez em 2016 e 2017 e teriam que atualizar até esta sexta-feira, 15, podem fazer a atualização até 31 de julho.

Para revisão cadastral, em caso de famílias que estão há mais de dois anos sem atualizar os dados, a data-limite para evitar o bloqueio do Auxílio Brasil foi adiada de julho para outubro.

A data-limite para atualização cadastral para evitar o cancelamento da Tarifa Social de Energia Elétrica foi adiada de novembro para dezembro deste ano.

Para as famílias que deveriam atualizar os dados até 31 de julho por causa de problemas cadastrais, o prazo foi prorrogado até 31 de dezembro.

APLICATIVO:

O novo aplicativo do Cadastro Único é uma das ferramentas para que as famílias cadastradas possam conferir se os dados estão atualizados. No aplicativo, as famílias também ficam sabendo se estão em Averiguação ou Revisão Cadastral e o que devem fazer para regularizar seus registros.

Além disso, as famílias beneficiárias do Auxílio Brasil recebem mensagens no extrato de pagamento do benefício e pelo aplicativo do programa. Já os beneficiários da TSEE podem receber comunicados por mensagem na conta de energia elétrica. 

Caso não tenha ocorrido nenhuma alteração nas informações prestadas na última entrevista, a família beneficiária poderá também fazer a confirmação dos dados pelo aplicativo do Cadastro Único. Porém, se for preciso alterar algum dado, é necessário comparecer a um posto de cadastramento para uma nova entrevista de atualização cadastral.

REVISÃO CADASTRAL:

A revisão cadastral dos beneficiários dos programas é feita todos os anos pelo Ministério da Cidadania, que informa as famílias que estejam com os dados do CadÚnico sem atualização há mais de 2 anos.

A falta de atualização dos dados do Cadastro Único pode levar ao bloqueio do benefício e até mesmo o cancelamento. Se os registros não forem regularizados, as famílias podem ser excluídas do Cadastro Único a partir de julho do próximo ano.

A atualização cadastral deve ser feita presencialmente, nos postos da prefeitura que cuidam do CadÚnico, e a orientação do governo federal é agendar o atendimento pela internet antes.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD