Foto: Reprodução.
//////

Senadores conseguem assinaturas para CPI do MEC; anúncio foi feito por Randolfe Rodrigues

Começar

Nesta quinta-feira, 23, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) informou, em uma coletiva de imprensa, que conseguiu reunir as 27 assinaturas necessárias para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Ministério da Educação (MEC). De acordo com o parlamentar, a 27ª assinatura foi do senador Giordano (MDB-SP). 

Senador Giordano. Foto: Reprodução.

Rodrigues vinha, desde março, tentando reunir as assinaturas necessárias para a instalação da CPI do MEC , entretanto foi a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, que ajudou a acelerar o processo. 

Acusado de tráfico de influência, advocacia administrativa, prevaricação e corrupção passiva, Milton Ribeiro foi solto na tarde desta quinta-feira após decisão do desembargador Ney Bello, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), que ordenou a soltura dele e dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura.

PRÓXIMOS PASSOS

O senador Randolfe Rodrigues afirmou que só dará entrada no requerimento para a CPI na próxima terça-feira, 28, e que tentará ampliar a margem com mais três assinaturas até lá para que não haja risco de derrubada do pedido.

Senador Rodrigo Pacheco. Foto: Reprodução.

Em contrapartida, o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do senado, afirmou que se preocupa com a instalação de uma CPI próximo do período eleitoral. “Evidentemente, sobre o aspecto de conveniência e de oportunidade, sem desconhecer a importância do instituto da CPI, no momento pré-eleitoral e muito próximo das eleições, isso de fato é algo que prejudica o escopo de uma CPI, que é uma investigação isenta, que é o tempo necessário e a própria composição dela e de todos os senadores dedicados. Então, o fato de se estar muito próximo das eleições acaba prejudicando sim o trabalho dessa ou de qualquer outra CPI que venha a ser instalada”, disse Pacheco.

VEJA O MOMENTO DO ANÚNCIO DE RANDOLFE RODRIGUES:

Vídeo: Reprodução.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD