///

Vacina contra herpes zoster chega ao Brasil mas valor do imunizante assusta

Começar

A vacina contra o herpes zóster começa a chegar no Brasil. O imunizante foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANS) em agosto de 2021. A fabricante, GSK, espera disponibilizar os estoques para clínicas particulares até o mês de julho deste ano. Por enquanto, não há previsão do imunizante ser disponibilizado através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Apesar da boa notícia, o que assusta é o valor da dose. De acordo com a farmacêutica GSK, a vacina Shingrix contra o herpes zoster é administrada em duas doses com intervalo de dois meses entre cada. No Brasil, cada dose deve custar aproximadamente R$ 843. Somando as duas doses, o processo de imunização deve custar cerca de R$ 1.686.

Este valor ainda poderá variar de acordo com cada estado, já que as clínicas particulares podem praticar os próprios preços. Para chegar a este valor, foi somado o valor definido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) e mais 18% de ICMS (Imposto). 

A nova vacina contra o herpes zóster é recomendada para a imunização de dois públicos distintos:

  • Pessoas com 50 anos ou mais;
  • Pessoas com mais 18 anos e com risco aumentado de contrair a doença, como os imunocomprometidos (pacientes em tratamento de câncer, pessoas que vivem com HIV, indivíduos que vão se submeter a transplantes de medula óssea ou órgãos).

Nos testes clínicos — que foram compartilhados com a Anvisa para a aprovação —, a eficácia da vacina Shingrix foi estimada em 97% para pessoas entre 50 e 69 anos.

Segundo a SBIm, o imunizante da GSK é o primeiro, no Brasil, que pode ser aplicado em pessoas imunossuprimidas. “É uma vacina que se mostra segura para imunossuprimidos acima de 18 anos, pois ela não é produzida a partir de vírus vivo”, explica Gunnar Riediger, Líder da Unidade de Negócios BioTech da GSK, em comunicado.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD