/

Vigia relata: gritou “Aqui é Bolsonaro” antes de matar petista

Começar

“Eu vi que ele não ia parar então joguei a moto pro lado e ele entrou com tudo na chácara” disse a vigilante Daniele Lima, afirmando que também ouviu o policial penal Jorge Guaranho citar o presidente da república Jair Bolsonaro antes de atirar contra Marcelo Aloizio, tesoureiro do PT – Partido dos Trabalhadores, no último dia 9, em Foz do Iguaçu, Paraná.


“Vi que estava vindo um carro em alta velocidade, então olhei pro retrovisor da foto. Fiquei me perguntando o que ele queria, pois era um cruzamento ali, não tem como você vir ‘chutado’ no cruzamento. Joguei minha moto para o lado pois vi que ele tava vindo em cima, e ele entrou com tudo na chácara, Quando ele entrou, só ouvi nitidamente ele falando: Aqui é Bolsonaro, p***, dentro de 2 minutos, começou o tiroteio.” relata em vídeo.

RELEMBRE O CASO: No último dia 9, houve o assassinato do guarda municipal e tesoureiro do PT Marcelo Aloizio, 50 anos, quando comemorava sua festa de aniversário. O autor dos disparos foi o bolsonarista Jorge Guaranho que foi internado após também ter sido baleado.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD